A vontade como negação da moral


O filósofo alemão, Arthur Shoppenhauer, em sua obra: O mundo como vontade e representação, deixa bem claro que todo o ser humano pensante, pode agir de forma diversa dos valores ditos corretos pois é a vontade que acaba por comandar todo e qualquer ato humano, diferentemente da arguição de que um racionalismo lógico é o meio pelo qual nossos atos e condutas morais são praticados.

Published in: on outubro 28, 2005 at 8:31 pm  Deixe um comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://albertoabreu.wordpress.com/2005/10/28/hello-world/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: